Skip links

Psicoterapia Infantil: Cuidando da Saúde Emocional das Crianças

As crianças, em alguns momentos da vida, podem precisar de um psicólogo pelo mesmo motivo que nós, adultos, também precisamos quando temos dificuldade em  lidar com alguns sentimentos.Mudanças na vida da criança, como a separação dos pais, a chegada de um irmão mais novo, falecimento de uma pessoa querida e a mudança de escola, por exemplo, podem desencadear alterações de comportamento. Sendo assim, quando apenas o suporte da família não é suficiente para que o pequeno enfrente este momento, quando isso ocorre é hora de procurar a ajuda de um profissional especializado.

A criança é cobrada a ter um excelente rendimento na escola, a ter um comportamento exemplar em todos os lugares em que está, mesmo quando sua vontade é correr e descobrir o desconhecido, a beijar, abraçar e ser simpática com todos que estão à sua volta, a engolir o choro porque alguém lhe disse que ela não tem motivos para chorar, a ficar bem em situações de conflitos com os amigos, afinal, alguém também lhe disse que isso é coisa de criança e logo vai passar, a entender que, agora, o papai e a mamãe vivem em casas diferentes, com rotinas e regras diferentes… NOOOSSA!!  Pelo visto, entre estudar e brincar, existem situações e emoções muito mais complexas do que é possível percebermos, não é mesmo?

 

Como é o trabalho do psicólogo infantil? 

A psicoterapia  infantil é o cuidado e a atenção com a saúde mental da criança. É um espaço potencial para acolhimento das angústias, medos, inseguranças e um momento de intervenções com os pais.

Com o intuito de promover uma infância saudável a psicoterapia infantil utiliza a Ludoterapia para caminhar rumo ao bem estar familiar, a prevenção e solução de conflitos.

As primeiras sessões são realizadas com os pais, ou quem exerce essa função. O psicólogo realiza entrevistas iniciais para reunir informações sobre a história da criança e para conhecer a dinâmica da família em que a criança está inserida. Depois, o psicólogo tem maiores condições de entender a queixa e avaliar os objetivos do trabalho. As sessões seguintes,geralmente, são realizadas apenas com a criança. Sabemos que as crianças não expressam seus sentimentos e emoções como fazem os adultos, verbalizam menos e tem outras formas de comunicações, por isso, o atendimento à ela é feito de forma lúdica, ou seja, “brincando” (desenhos, jogos, massinhas, etc.).

Encontros periódicos com os responsáveis serão importantes ao longo da psicoterapia, a  participação  é fundamental para o sucesso do tratamento porque eles estão, na maioria das vezes, ligados ao quadro apresentado. A criança é, em geral, uma espécie de reflexo da dinâmica familiar.

Por isso é importante o envolvimento dos responsáveis no tratamento da criança , para que o profissional  oriente  e receba deles o feedback necessário ao acompanhamento adequado  do caso. Outra  parceria  muito importante é com a escola , já que, é no ambiente escolar que a criança passa boa parte do tempo.

 

Como perceber que meu filho, minha filha, precisa de psicoterapia?

São muitos os motivos que fazem uma pessoa necessitar de psicoterapia, porém, isso pode ser percebido quando você sentir que seu filho está passando por “alguma dificuldade” que nem ele e nem você, tem conseguido lidar ou entender tais questões.

Outras vezes, o encaminhamento à psicoterapia pode ser feito por outros profissionais da área da saúde como pediatra, psiquiatra, fisiologista, fisioterapeuta, neurologista, entre outros, ou pela escola.

Dificuldades no relacionamento com as pessoas, na atenção ou aprendizado são aspectos relevantes para buscar auxílio de um psicólogo, outras queixas comuns que indicam a necessidade de acompanhamento psicológico são:

  • Choro excessivo
  • Irritabilidade
  • Timidez excessiva
  • Birras e malcriações
  • Isolamento
  • Agressividade
  • Medo de ficar em determinado ambiente sozinho
  • Ciúmes após a chegada do (a) irmão (a)
  • Necessidade extrema de proximidade com os pais
  • Dificuldades escolares
  • Recusar ir à escola de forma repentina
  • Separação dos Pais
  • Perda de algum familiar
  • Mudanças no comportamento em geral

Benefícios da Psicoterapia Infantil

Dificilmente uma criança fala sobre seus problemas, até porque, na maioria dos casos, ela nem é capaz de entender se está sofrendo e o que está sentindo. E quanto menor a idade, mais difícil é o processo de verbalização. O brincar é a linguagem da criança, onde ela expressa suas alegrias, frustrações, medos, angústias, habilidades e dificuldades. É a forma dela expressar seu mundo interior.

Através do brincar a criança encontrará com o auxilio do terapeuta recursos de enfrentamento e expressão dos sentimentos, permitindo a resolução de conflitos internos e aliviando os sintomas. O acompanhamento psicológico na infância promove uma vida emocional equilibrada, já que é ensinada de forma lúdica a importância de compreender as emoções para enfrentar os conflitos de forma saudável. Os benefícios também são voltados aos pais, já que, também é trabalhado as necessidades de se afastarem da ideia de terem que ser perfeitos em suas funções.

Histórias, desenhos, modelagem, brincar com bonecos, colagens, pintura, brincar de casinha, de carrinho ou de bola são apenas alguns dos recursos utilizados para desenvolver na criança a capacidade de gerir conflitos, ultrapassar obstáculos, promover autoestima e autoconfiança.

Os jogos e brincadeiras permitem que a criança libere a tensão, frustração, insegurança, agressividade, medos e a confusão, tudo isso sem que ela se dê conta que tem todos esses sentimentos guardados. 

É importante lembrar que, a busca pela Psicoterapia Infantil não significa que os pais não estão sendo bons suficientes, mas é preciso ressaltar que filhos não vem com manual de instrução, e que as falhas vão existir, mesmo quando os responsáveis estão fazendo de tudo para não falhar. Muitos se sentem culpados por não conseguir dar o suporte necessário e solucionar as questões que a criança está enfrentando. Agora, quanto mais cedo eles perceberem o psicólogo como parceiro nessa caminhada, mais ganhos serão alcançados para o bem estar e desenvolvimento da criança.

Enfim, os benefícios do tratamento psicológico infantil são muitos, além da promoção da saúde mental, há também o alívio da ansiedade e das situações que causam desconforto na criança. Sendo assim,  não tenham medo de pedir ajuda o quanto antes, o psicoterapeuta é a pessoa indicada para fazer o acolhimento e propor mudanças de comportamento que trarão muitos benefícios à saúde mental de sua criança.

Adriana Mª S. Costa – Psicóloga Clínica – CRP: 05/34435 & 04/IS00805

* Agende seu horário: (24) 24524478 (24) 998172071 (WhatsApp) –  Espaço Multidisciplinar Vida Plena

 

Deixe um Comentário

Name*

Website

Comentar...