Skip links

Saúde Mental : O que é isso?

Estudos apontam  que não usamos a capacidade total do nosso cérebro, mas, ainda assim, parece que estamos sempre com nossa mente cheia e cansada devido ao estresse e a ansiedade causados pelas muitas atividades diárias, demandas no trabalho e preocupações de modo geral. Toda essa carga psíquica  prejudica nossa saúde mental. E é sempre importante lembrar que não apenas nosso corpo precisa estar saudável, mas nossa mente também deve estar bem e,por isso,  necessita de cuidados.

Precisamos compreender que o  nosso corpo é uma máquina e precisa estar perfeitamente ajustado para funcionar bem. É fundamental que o conjunto físico, mente, emoções e espírito esteja em equilíbrio para sentirmos bem-estar e termos qualidade de vida. Entenda que a saúde mental e a saúde física são duas vertentes fundamentais e indissociáveis da saúde.

A mente humana é um dos locais mais incríveis que existem. Essa “caixinha” esconde um potencial infinito, onde podemos buscar ideias, conceitos e planos para que se tornem realidade, materializando nossos objetivos e criações. O poder da mente é uma ferramenta bastante forte e trabalhá-la de maneira favorável pode resultar em coisas positivas para nossa vida .

Mas, afinal o que é a mente? Ao longo da história deparamo-nos com inúmeros pensadores, filósofos, cientistas, entre outros profissionais, que buscaram a resposta para esta enigmática questão.Hoje em dia, apesar de haver várias vertentes explicativas, podemos dizer, de um modo geral, que a mente segundo a Psicologia é encarada como um sistema integrador de processos dinâmicos em interação, os processos cognitivos, conativos e emocionais.A mente é o lugar da atividade psíquica, considerada na sua totalidade e engloba operações conscientes e não conscientes. Não é, portanto, algo material – uma coisa – mas sim algo imaterial, que não se vê nem se pode tocar.

Sendo assim, o primeiro passo para que algo se torne real é a criação mental. Não existe nada que conseguimos colocar em prática ou materializar fisicamente sem que antes isso tenha passado pela nossa mente. A realidade está ligada diretamente às imagens projetadas dentro de nós. Por isso, é fundamental encarar que o poder da mente pode ditar nossos rumos. Quando não temos o controle dos nossos pensamentos ou não entendemos como trabalhar a mente, passamos por situações complicadas ou somos conduzidos a um caminho que não é o ideal.

Agora, por saúde mental entendemos o equilíbrio entre emoções e ações. Existe uma relação muito próxima entre o que sentimos e como agimos. Não é possível que alguém com problemas emocionais tenha sempre atitudes saudáveis, e vice-versa. Ninguém precisa estar bem o tempo todo, porque as adversidades fazem parte da vida. Por exemplo, uma pessoa que passa por uma perda significativa tende a ficar triste, e isso é normal.. Promover a saúde mental significa respeitar esse momento e, posteriormente, desenvolver recursos para o enfrentamento da problemática em questão.

Ações de risco à saúde mental

– Mudanças marcantes na personalidade ou nos hábitos

– Dificuldades para terminar tarefas

– Sexualidade precoce

– Fanatismo por algo ou alguém

– Comportamento ansioso, agitado ou deprimido

– Piora no desempenho escolar

– Afastamento da família e dos amigos

– Descuido com a apresentação pessoal

– Perda ou ganho inusitado de peso

– Mudança do padrão comum de sono

 

Dicas para promover a saúde mental

– Praticar exercícios físicos

– Manter uma alimentação balanceada

– Estabelecer uma rotina de sono

– Evitar o uso excessivo de tecnologias

– Determinar metas e objetivos de vida

– Criar vínculos positivos com outras pessoas

– Estimular a autoestima

– Tirar um dia para o descanso

Ressalta-se também, que a rotina do indivíduo com diagnóstico de algum tipo de transtorno mental, quando recebe o tratamento adequado, pode ser  sem prejuízos que o impeçam de exercer suas atividades e o convívio social. É importante que este seja assistido por profissionais especializados e capacitados, o tratamento psiquiátrico e psicológico adequados oferecem melhor qualidade de vida, devolvendo ao sujeito o funcionamento harmonioso das suas funções cerebrais conforme  cada realidade clínica.

Enfim, a família que possui um portador de algum tipo de transtorno deve estar consciente de que os comportamentos são originários de uma doença, e não de uma fraqueza moral. A melhoria não só depende da ajuda médica especializada , que avaliará a necessidade do tratamento medicamentoso, o auxílio psicológico (psicoterapia),mas, depende também do apoio e compreensão dos seus membros familiares, onde os mesmos configuram-se primordialmente nesta conjuntura à reconstrução psicossocial do seu familiar que sofre do transtorno mental.

 

Autora: Adriana Mª S. Costa –  Psicóloga Clínica  CRP 05/34435 & 04/IS00805

Agende seu horário:  (24) 24524478    (24)99817-2071 (WhatsApp)

Deixe um Comentário

Name*

Website

Comentar...